Em celebração ao mês da mulher, a pianista piracicabana Betth Ripolli e o grupo Harmonia (composto apenas por mulheres) realizaram nesta última sexta-feira, 18, o show As Mulheres que Eu Amo, no Teatro do Engenho. Intérprete de clássicos da MPB e da música internacional, Betth retornou após 42 anos longe da cidade para rever amigos e apresentar grandes clássicos em um show animado cheio de homenagens.

Filha do folclórico e famoso piracicabano Romeu Italo Ripoli, que completaria seu centenário neste ano, a artista formulou uma apresentação que pudesse explorar a alma feminina da forma como ela se mostra, delicada e forte. “Esse show fez uma homenagem as Luisas, Rosas e Madalenas, a todas as mulheres batalhadoras dessa vida. Mas também é para o meu pai, que completaria 100 anos em 2016 e foi uma grande figura para mim”, contou.

Beth-2

Ainda sobre o tema, Betth brincou animadamente com o fato de existir uma data para reverenciar a mulher. “Para mim, o mês da mulher são todos os 12 que tem no ano. Ela é o símbolo da força e, convenhamos, mulher é tudo de bom! Porque elas constituem 52% da população mundial, e é mãe da outra dos outros 48%. Então pode acreditar, o mundo gravita em torno de 100% das mulheres que podem mudar o mundo.”

Apelidada carinhosamente pelos amigos de Betth, Brilho e Batom, devido a seu estilo extrovertido e pelos cuidados com a beleza, a pianista esteve acompanhada das demais componentes do grupo: Alcione Ziolkoviski (bateria), Luciana Romanholi (baixo e guitarra), Nina Novoselecki (sax alto e flauta) e Sintia Piccin (sax tenor e flauta).

Beth-7

“Acredito que a mulher precisa sempre se cuidar, porque esse é o brilho dela. Todo dia quando acordo já passo batom e, na hora de dormir, me maquio e passo outro (risos). As outras meninas (do conjunto) também são todas ‘cuidadosas’”, ressaltou.

MÚSICAS

No repertório estiveram presentes músicas que evocaram a figura feminina como o clássico Madalena e a composição autoral Em Nome das Rosas. É Preciso Saber Viver, Tocando em Frente, Sozinho, Como Vai Você e o Hino de Piracicaba também fizeram parte deste show, que contém muito das experiências pessoais de Betth e sua grande paixão pelos amigos. “Em uma homenagem a eles cantou You’ve Got a Friend, de James Taylor, porque esta música representa o que são meus amigos. Eles estiveram presentes para me ver”, disse.

Beth-11

Com um vasto currículo musical, Betth lançou quatro CDs, sendo um produzido com a direção de Marcelo Barbosa, filho do novelista Benedito Ruy Barbosa, da Globo, e outro com a participação do músico Toquinho. Neste ano, a artista trabalha no disco Sintonia com a Alma, juntamente com uma biografia própria, e avisa aos conterrâneos que deseja fazer o lançamento de ambos na cidade até o final do ano. “Já estive em Portugal, Las Vegas e tantos outros lugares, mas nunca tive tanto prazer quanto fazer um show em Piracicaba. Por isso não poderia deixar de trazer esses dois lançamentos para divulgar aqui primeiro”, disse. 

Alguns comentários feitos após o show:

41854185415641