Mulher submissa, retraída, depressiva, em virtude de uma crise pessoal, tendo  artrite e depressão,  para vencer a doença, recebeu a orientação de voltar a tocar piano, o que lhe rendeu violência doméstica em casa. Betth Ripolli não se intimidou e deu a volta por cima. A música a salvou.